segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

é só amanhã que é outro dia

quiseras ser o quê e quem?
quem te vê a ti...
concha vazia largada no frio,
despida!
pudera eu ser magia
pudera eu!
mansamente sou mulher..
mulher lua,amor...
pudera!
menina engano....
sou sonho, pensamento escondido...
pudera eu não ler só sono e cansaço!
quem me adormece levemente...
quem me aquece calmamente!
como se fosses um rio quente!
chora guitarra...baixinho...
que o piano não te ajuda...
te entristece...
mas ele te acalenta e te adormece!
e juntos fazem longas melodias...
calmas e sem pressa!
é só amanhã que é outro dia!
e tristezas não apagam duvidas.