sexta-feira, 27 de junho de 2014

nascido de uma mãe.

reza forte contra o mal
que o bem, vem a caminho,
subindo descalço as escadas
escondendo um presentinho.

trazendo no silencio da noite
um ramo de rosmaninho
enquanto o luar te ilumina,
tu embalas o menino.

tu guardas um tesouro
é mais caro que o ouro
e que as pérolas do mar..
é diamante luzindo
mas que tens que lapidar!!!

é mais valioso que platina
seja menino ou menina..
o fizeste com grandeza
é de tamanha  beleza!

para ti é realeza
do teu ventre nascido,
nascido de uma mãe
tão amado e tão querido!!!

deslumbrante é a vida

diga lá triste senhor,
o que me quer perguntar,
se estão tristes os meus olhos...
ou se o sabem enganar!
eu só sei mandar sorrisos
para enganar a tristeza!
com quantas armas já se viu,
sobre o solo que sobreviveu?
-plantado por minha mão
longas calçadas remendei,
pois então!?
somos chegados da guerra
usamos armas diferentes,
usaram nossa alma e torturaram
nossas mentes!
louvado seja o Senhor...
tu te libras-te da caça
e eu do caçador!
os ventos sopraram, bateram as portas...
a tempestade assombrou,
mas depois do dilúvio
a serenidade deslumbrou!!!
ou já não sabem falar.
eles enganam bem
diga lá com franqueza


terça-feira, 24 de junho de 2014

senhora de destino feliz.


 tudo o vento quis  apagar...                   
suspiravas  no meu perfume! 
eu contemplava o cheiro das flores
em que me envolvias...                                      
me transformavas numa diva...                         
me idolatravas,
te envolvias no meu corpo...  
devagar calmamente,
como se fora única..
chama acesa chama ardente!!                        
ainda a lembrança dura,                                    
tão doce e tão pura...                                    
agora sou borboleta que esvoaça....            
árvore que desabrocha,
o tempo que passa!!
deixas-te meu coração sem nome...
sem rua,sem pousada.
em nenhum barco sonha ancorar
senhora de destino feliz!
menina que alguém embalou
e um dia deixou de embalar
e tudo o vento quis apagar!
mas os sonhos pertencem ao homem...
e já mais...se deve deixar de sonhar!
amor verdadeiro volta...
e te volta a arremessar!