quinta-feira, 12 de setembro de 2013

entrega a mim teu toque sem fim.

entrega a mim...
teu toque sem fim
e por fim comigo,
repousa sobre o meu olhar!

chegaste com a brisa da manhã
irradias no cabelo
fios de ouro entrelaçados....

e tu trazias impulsos não contidos,
desejos loucos
onde enlouqueço contigo!

tomei-te... como quem bebe sedente
num dia escaldante e quente...
agua fresca da nascente!

nossos corpos uniram-se,
entrelaçados sem fim...
e por fim... fixamos nosso olhar
 que irradia o clarão da lua...
numa noite mágica de luar!