sábado, 13 de fevereiro de 2016

um poeta,nunca tem alma fria

serei persistente na paz...
tentarei ser como o vento...
como a chuva
como o sol....
fazer falta!
sou as ondas e o mar..
tentarei ser a chama..
não deixarei ninguém me apagar!
tentarei ter sempre saudade...
e nunca deixar morrer a esperança
e fazer fluir a minha alma
repleta de sorrisos
da mulher e da criança...
e vive em mim!
tentarei ser sempre assim...
encontrar a solução!
tranquilidade e saúde ao coração.
sou agua que corre no rio
de pedra em pedra até à ria..
digam o que disser....
um poeta,nunca tem alma fria!