terça-feira, 28 de janeiro de 2014

sou solitária bandida.

eu vou gritar vitória
mas o que escrevo por vezes
não me fica na memoria.
sou solitária bandida
á solta me condecoraram
no passado já passei
no presente estou aqui!
até quando Deus quiser
acredito que para nascer e morrer...
o dia foi marcado mesmo
antes de nascer
de sorrir e de falar
por isso eu falo por mim!
filosofia não é comigo
sou agreste por castigo!
no mundo de loucos nasci
talvez eu já não esteja aqui!
tenho que enfrentar a mente?
estarei mais lá á frente?
não pertenço a este presente?
perguntas que faço a mim!
vou da lei até ás grades
aonde o homem está, porque fez mal!
onde o animal está...
porque é prisioneiro inocente!