domingo, 27 de abril de 2014

doce e eterna amante.

doce e eterna menina
amante, ser perene,
perante mim!
amante da vida
vi-te nascer no meu peito
ardilosa amada!
senhora encantada,
senhora de todos os encantos
em que recantos esperas por mim?
ascendes á arte de amar,
fá-lo por mim!?
ilustre dama que em meu leito proclama,
 com a alma que sente...
me chama..me ama...
me embala docemente!!!
suscitas em mim sentimentos
mais profundos que o sonho.
és minha ânsia de viver,
meu gesto de absorver teu mel...
é meu dever, sem quer
querer-te tanto!
na teia que me prendo
no teu suave manto!