sexta-feira, 27 de junho de 2014

deslumbrante é a vida

diga lá triste senhor,
o que me quer perguntar,
se estão tristes os meus olhos...
ou se o sabem enganar!
eu só sei mandar sorrisos
para enganar a tristeza!
ou já não sabem falar...
eles enganam bem,diga lá com franqueza!
com quantas armas já se viu,
sobre o solo que sobreviveu?
plantadas por minha mão
longas calçadas remendei,
pois então!?
somos chegados da guerra
usamos armas diferentes,
usaram nossa almas
e torturaram nossas mentes!
louvado seja o Senhor...
tu te libras-te da caça
e eu do caçador!
os ventos sopraram, bateram as portas...
a tempestade assombrou,
mas depois do dilúvio
a serenidade deslumbrou!!!