segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

o céu é minha casa

até onde vou....
ave queria ser,
para no céu me perder...
mas não sou!
até onde ansiava ir...
ser veloz como um cavalo,
talvez lá conseguisse ir!
até onde a dor ma leva...
se eu fosse veloz assim
sairia correndo,
com toda a força de dentro de mim!
onde habito à amor!
à sorrisos à deriva
à musica que é pura magia,
senhora de tanto amor..
como os campos em flor!
no meio deles criada
dançarina... criança amada.
já olharam o céu estrelado?
viram uma estrela cadente!
o céu é lindo..é minha casa!