sábado, 3 de agosto de 2013

Sorrisos cheios de graça

sobe lentamente...
 carregando graça...
desabrocha sorrisos,
por toda a praça!
tão simples e cheia de graça.
tem as cores do arco ires
tens o trabalhado das rosas,
o encanto das suas cores
tens camélias lapidadas nos cabelos!
tão bela e cheia de graça...
a tua vida árdua de azedume
numa lenda que passa,
és menina de olhar
menina cheia de graça!
quando cantas não encantas
quando falas espantas,
nas asas de uma ave maior,
vez o sol e o seu esplendor!
menina cheia de graça
menina cheia de amor...