quarta-feira, 23 de outubro de 2013

caminha, e segue o teu caminho.

na noite no dia
alguém corria
 e não acabava a caminhada
a corrida continuava e não tinha fim
a caminhada inacabada
continuou, pela longa estrada
passaram dias passaram anos
não se entendia, não se mentalizava
a rasão de não terminar a caminhada
por fim exausto, olhou o céu!!!
e aí refletiu.......
olhou o próximo e só assim entendeu
o sentido da caminhada
entristeceu e estremeceu!
o sentido da caminhada......
agradeceu, por ver o que nunca viu
agradecia, toda a noite e todo o dia
a magia da vida
só parou quando encontrou
o significado da palavra.
não ficou parado, caminhou em busca da vida
da partilha, e entendeu
 que as mãos dizem mais que mil palavras.
e adeus á vida!
...............................................................................................

P.S: «o mais lindo poema, talvez não seja o das rimas de amor
mas sim aquele que faz o teu coração sentir o que lê.»