sábado, 4 de janeiro de 2014

aclamando aos céus.


darei ou não darei consolo!?.
serei sempre, para ti
uma eterna bailarina...
uma chama que incendeia.
eu aclamo aos céus
erros meus!
para ti, erros eternos,
tristemente, derrubam!
teu inconsciente, de elogios....
 menina alegremente colorida,
e a minha perseverança?!
sou concha perdida no mar
arrastada pela areia da praia.
amo porque amo,
porque é noite
porque é dia.
abranjo o infinito,
num abraço, porque existo!
é alegria, para além da amargura
e assim vivo....
porque meu coração
transborda de amor
mesmo quando sente dor!